MASSIVE OPEN ONLINE COURSES (MOOCS): PERFIL DOS CURSOS NO CAMPO DA SAÚDE

Autores

  • Liara Saldanha Brites UFRGS
  • Cristianne Maria Famer Rocha UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.75097

Palavras-chave:

MOOC, educação a distância, educação em saúde.

Resumo

Diversas instituições de ensino, impulsionadas pela dinâmica evolução do uso das tecnologias, têm explorado as possibilidades de ensino a distância. Assim despontaram os Massive Open Online Courses (MOOC). Este estudo, de cunho exploratório e abordagem quantitativa e qualitativa, a partir da análise de dados do site MOOC-List.com, objetivou realizar um levantamento das características dos MOOCs relacionados à saúde. Os 376 cursos encontrados para área da saúde representam apenas 8,19% dentre os 4.593 cursos disponíveis, tendo sido a maioria (82,18%) ofertada a partir de 2015. A duração estimada dos MOOCs, bem como o número de horas dedicado para realizar os cursos, são variados. Inglês é o idioma predominante (81,35%). A plataforma Coursera, os países Estados Unidos da América e Reino Unido ofertaram mais cursos. O Brasil ocupa a 6ª posição e somente doze dos MOOCs encontrados são brasileiros. Os MOOCs na saúde são recentes, poucos são disponibilizados em português e produzidos a partir da realidade brasileira. Porém, conhecer suas características contribui no planejamento e implantação de novos cursos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-28

Como Citar

SALDANHA BRITES, L.; MARIA FAMER ROCHA, C. MASSIVE OPEN ONLINE COURSES (MOOCS): PERFIL DOS CURSOS NO CAMPO DA SAÚDE. RENOTE, Porto Alegre, v. 15, n. 1, 2017. DOI: 10.22456/1679-1916.75097. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/75097. Acesso em: 2 jul. 2022.