A UTILIZAÇÃO DE AGENTES INTELIGENTES NO APOIO AO AUTOCUIDADO DE IDOSOS

Autores

  • Fabiana Santiago Sgobbi PPGIE, UFRGS
  • Felipe Becker Nunes PPGIE, UFRGS
  • Liane Margarida Rockenbach Tarouco PPGIE, UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.53520

Palavras-chave:

Mundos Virtuais, Autocuidado, Pacientes Idosos.

Resumo

Este artigo apresenta um projeto de pesquisa em desenvolvimento que objetiva  proporcionar  informações  e  orientações  com  vistas  a  promover melhorias no autocuidado do paciente idoso usando um mundo virtual, com a presença de agentes inteligentes. O desenvolvimento, baseado no mundo virtual OpenSim, utiliza entidades programáveis (Non Player Characters) como agentes virtuais para interação com o usuário. O ambiente inclui ferramentas como o “controlador de atividade física”, que recebe dados de um dispositivo externo que mede a atividade diária completa do paciente. O agente virtual, que usa o serviço de um chatterbot, interage com o usuário apresentando dados derivados das medições, bem como orientando sobre autocuidado.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-28

Como Citar

SANTIAGO SGOBBI, F.; BECKER NUNES, F.; MARGARIDA ROCKENBACH TAROUCO, L. A UTILIZAÇÃO DE AGENTES INTELIGENTES NO APOIO AO AUTOCUIDADO DE IDOSOS. RENOTE, Porto Alegre, v. 12, n. 2, 2014. DOI: 10.22456/1679-1916.53520. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/53520. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Tecnologia na educação