A DESISTÊNCIA DE ESTUDANTES DE UM CURSO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA VOLTADO PARA ADOLESCENTES

Autores

  • Andressa Sasaki Vasques Pacheco Universidade Federal de Santa Catarina
  • Mauricio Rissi Universidade Federal de Santa Catarina
  • Marina Keiko Nakayama Universidade Federal de Santa Catarina,
  • Ricardo Azambuja Silveira Universidade Federal de Santa Catarina,
  • Fernando José Spanhol Universidade Federal de Santa Catarina,

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.18083

Palavras-chave:

Educação a distância, Desistência, Adolescente

Resumo

O Projeto Aluno Integrado no ano de 2010 conta com a participação de setenta mil estudantes de escola públicas em todo Brasil. Esta pesquisa objetiva analisar a desistência dos estudantes dos Estados gerenciados pela UFSC. Quanto aos procedimentos metodológicos classifica-se como descritiva, predominantemente qualitativa, estudo de caso e documental. Como resultados, pode-se avaliar que os estudantes mais jovens tiverem menor desistência. Além disso, houve maior desistência no Estado do Rio Grande do Sul. Os principais problemas detectados foram seleção dos estudantes, capacitação presencial, falta de acesso a computadores e internet, problemas na plataforma, falta de interesse no curso e o não conhecimento da modalidade a distância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-28

Como Citar

PACHECO, A. S. V.; RISSI, M.; NAKAYAMA, M. K.; SILVEIRA, R. A.; SPANHOL, F. J. A DESISTÊNCIA DE ESTUDANTES DE UM CURSO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA VOLTADO PARA ADOLESCENTES. RENOTE, Porto Alegre, v. 8, n. 3, 2010. DOI: 10.22456/1679-1916.18083. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/18083. Acesso em: 1 out. 2022.