Formando autores na licenciatura em Química: uma pesquisa-ação no Norte Fluminense

Autores

  • Clevi Elena Rapkiewicz Pead – Pedagogia a Distância/Faculdade de Educação/UFRGS.
  • Valesca Cezaro Escola Municipal Angelo Chiele – Farroupilha – RS.
  • Valéria Machado da Costa PGIE – Programa de Pós-graduação em Informática na Educação – UFRGS
  • Núbia dos Santos Rosa Santana dos Santos PGIE – Programa de Pós-graduação em Informática na Educação – UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.18030

Palavras-chave:

autoria, formação de professores, tecnologias da informação e comunicação, licenciatura em Química

Resumo

Entre as potencialidades das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) está a autoria. No entanto, esse potencial podes ser limitado pela exclusão digital de muitos professores, mesmo entre os nativos digitais. Este artigo relata a dificuldade e ao mesmo tempo a viabilidade de formar professores produtores de conteúdo a partir de uma pesquisa-ação junto a um grupo de licenciandos em Química. Experiências práticas deles junto a alunos de ensino médio mostrou que a superação das dificuldades de inclusão digital de licenciandos contribui para o empenho destes na produção de conteúdo próprio aproveitando melhor o potencial de autoria das TIC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-28

Como Citar

RAPKIEWICZ, C. E.; CEZARO, V.; COSTA, V. M. da; SANTOS, N. dos S. R. S. dos. Formando autores na licenciatura em Química: uma pesquisa-ação no Norte Fluminense. RENOTE, Porto Alegre, v. 8, n. 3, 2010. DOI: 10.22456/1679-1916.18030. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/18030. Acesso em: 29 set. 2022.