Biologia do Conhecer e Endoestética: reflexões sobre possibilidades de aprendizagem no contexto escolar

Autores

  • Marlusa Benedetti da Rosa UFRGS
  • Léa da Cruz Fagundes UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.15245

Resumo

O presente trabalho defende a visitação à exposição Projetáveis da 7ª Bienal do Mercosul como uma possibilidade de trabalho interdisciplinar. Na primeira parte do texto, tecemos uma revisão teórica sobre o observar e o explicar no contexto da Biologia do Conhecer de Humberto Maturana. Num segundo momento, abordamos a Endoestética de Claudia Giannetti como uma filosofia que valoriza o olhar do espectador em relação à obra de arte. Finalizamos o texto propondo a saída de campo como uma possibilidade de releitura dos saberes e de confrontação entre os domínios de existência no contexto escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-07-30

Como Citar

ROSA, M. B. da; FAGUNDES, L. da C. Biologia do Conhecer e Endoestética: reflexões sobre possibilidades de aprendizagem no contexto escolar. RENOTE, Porto Alegre, v. 8, n. 2, 2010. DOI: 10.22456/1679-1916.15245. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/15245. Acesso em: 3 jul. 2022.