Usabilidade e acessibilidade no desenvolvimento de interfaces para ambientes de educação à distância

Autores

  • Patrícia B. Scherer Bassani Universidade Feevale
  • Patricia Alejandra Behar UFRGS
  • Regina de Oliveira Heidrich Universidade Feevale
  • Alan Bittencourt PIBIC CNPq/Feevale
  • Eliane Ortiz Universidade Feevale

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.15180

Palavras-chave:

educação a distância, usabilidade, acessibilidade, interface

Resumo

Na educação a distância (EAD) a mediação didático-pedagógica do processo de ensino-aprendizagem é realizada a partir das tecnologias da informação e comunicação. Isto permite que professores e alunos desenvolvam atividades em lugares e/ou tempo diversos. Esta flexibilidade reduz a necessidade de locomoção e facilita o envolvimento de pessoas com deficiência em atividades educativas. Torna-se relevante, então, a discussão sobre as possibilidades de utilização dos ambientes de EAD por pessoas com diferentes necessidades, físicas e/ou cognitivas. Assim, este artigo busca refletir sobre a aplicabilidade do Design Universal e do Design de Interação no desenvolvimento de interfaces para EAD. O estudo aponta como o projeto de interfaces deveria articular os conceitos de usabilidade, acessibilidade e experiência do usuário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-07-24

Como Citar

BASSANI, P. B. S.; BEHAR, P. A.; HEIDRICH, R. de O.; BITTENCOURT, A.; ORTIZ, E. Usabilidade e acessibilidade no desenvolvimento de interfaces para ambientes de educação à distância. RENOTE, Porto Alegre, v. 8, n. 1, 2010. DOI: 10.22456/1679-1916.15180. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/15180. Acesso em: 30 jun. 2022.