Educar pela Pesquisa – uma abordagem para o desenvolvimento e utilização de Softwares Educacionais

Autores

  • Ana Carolina Bertoletti UFRGS
  • Márcia Cristina Moraes UFRGS
  • Roque Moraes PUCRS
  • Antônio Carlos da Rocha Costa

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.14433

Palavras-chave:

ambientes virtuais de aprendizagem, educar pela pesquisa e software educacional

Resumo

Este artigo que como objetivo apresentar o educar pela pesquisa como uma abordagem para o desenvolvimento e utilização de softwares educacionais. O Educar pela Pesquisa visa inovar a prática em sala de aula. Tal inovação se caracteriza pela motivação e incentivo dos alunos, por parte dos professores, pelo gosto e necessidade da pesquisa em aula. Para tanto deve ocorrer uma mudança no papel do professor e aluno, ambos devem contribuir significativamente na reconstrução do conhecimento. A reconstrução do conhecimento é considerada o critério diferencial da pesquisa, englobando teoria e prática, filosofia base do Educar pela Pesquisa. Através do SAEP-NET mostraremos como inserir o Educar pela Pesquisa de Pedro Demo em um sistema de apoio a professores, considerando o ciclo dialético proposto por Moraes, Galiazzi e Ramos, que representa a pesquisa em sala de aula como um ciclo composto por “questionamento”, “construção de argumentos” e “comunicação”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Bertoletti, UFRGS

Professora, doutoranda em Informática na Educação (PGIE/UFRGS), professora e
pesquisadora da UPF.

Márcia Cristina Moraes, UFRGS

Professora, doutoranda em Ciência da Computação (II/UFRGS), professora da
PUCRS.

Roque Moraes, PUCRS

Professor, Doutor em Educação, professor e pesquisador da PUCRS.

Antônio Carlos da Rocha Costa

Professor, Doutor em Ciência da Computação, professor e pesquidor da UCPel.

Downloads

Publicado

2003-09-29

Como Citar

BERTOLETTI, A. C.; MORAES, M. C.; MORAES, R.; COSTA, A. C. da R. Educar pela Pesquisa – uma abordagem para o desenvolvimento e utilização de Softwares Educacionais. RENOTE, Porto Alegre, v. 1, n. 2, 2003. DOI: 10.22456/1679-1916.14433. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/14433. Acesso em: 7 jul. 2022.