O Uso de Atividades Semipresenciais em Cursos Presenciais como Forma de Qualificação da Educação Superior: o caso do UniRitter

Autores

  • Silvia de Castro Bertagnolli UniRitter
  • Sidnei Renato Silveira UniRitter
  • Elisandra Nunes Moreira UniRitter
  • Lauren Aparecida Barcelos Sanches UniRitter

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.14309

Palavras-chave:

disciplinas semipresenciais, suporte e qualificação de docentes e discentes, ambientes virtuais de aprendizagem e avaliação.

Resumo

Este artigo apresenta um relato de experiências do uso da modalidade de ensino
semipresencial no Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter. A partir da Portaria do
MEC 4059, de 10 de dezembro de 2004, percebeu-se que seria possível adotar os
procedimentos de Educação a Distância, em até 20% do total previsto da carga horária para
cursos presenciais. Desse modo, o artigo apresenta um histórico do uso dessa modalidade
dentro da Instituição e de sua evolução dentro dos cursos em que está inserida (cursos de
Bacharelado em Administração, Arquitetura, Direito e Sistemas de Informação, e cursos de
Licenciatura em Pedagogia e Letras). São descritas algumas técnicas adotadas para a
formação dos corpos docente e discente, além de ferramentas existentes no ambiente virtual
de aprendizagem (AVA), utilizadas por essas disciplinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-07-06

Como Citar

BERTAGNOLLI, S. de C.; SILVEIRA, S. R.; MOREIRA, E. N.; SANCHES, L. A. B. O Uso de Atividades Semipresenciais em Cursos Presenciais como Forma de Qualificação da Educação Superior: o caso do UniRitter. RENOTE, Porto Alegre, v. 5, n. 1, 2007. DOI: 10.22456/1679-1916.14309. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/14309. Acesso em: 29 jan. 2023.