Como possibilitar a integração do método Paulo Freire à formação de professores da EJA em pensamento computacional?

Autores

  • Soraya Roberta dos Santos Medeiros Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) PPgITE - Natal – RN
  • Cibelle Amorim Martins Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) PPgITE- Natal - RN

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.121362

Palavras-chave:

Pensamento Computacional, Educação de Jovens e Adultos, metodologias ativas, formação de professores

Resumo

O Pensamento Computacional (PC) é um conjunto de técnicas da computação que podem ser aplicadas à resolução de diversos problemas. Contudo, a sua aplicação ainda está muito restrita à formação de discentes, sendo deixado de lado a docente. A preocupação aumenta ao observar que esses estudos já chegaram aos alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), mas não em professores que atuam nesta modalidade. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo analisar a relação entre os pilares do PC e o método Paulo Freire na formação de professores da EJA e, para tanto, foi desenvolvido um curso com encontros síncronos e assíncronos com esses profissionais. Os resultados demonstraram que os docentes desconstruíram um mito que tinham sobre o PC e descobriram fontes para subsidiarem a construção de atividades específicas para a EJA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-28

Como Citar

ROBERTA DOS SANTOS MEDEIROS, S.; AMORIM MARTINS, C. Como possibilitar a integração do método Paulo Freire à formação de professores da EJA em pensamento computacional?. RENOTE, Porto Alegre, v. 19, n. 2, p. 386–395, 2021. DOI: 10.22456/1679-1916.121362. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/121362. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Teorias educacionais aplicadas à TIC