As contribuições do jogo de RPG no ensino médio: o que dizem as produções científicas brasileiras

Autores

  • Luciano da Silva Rodrigues IFRS/MPIE Campus Porto Alegre
  • Marcelo Augusto Rauh Schmitt IFRS/MPIE Campus Porto Alegre
  • Silvia de Castro Bertagnolli IFRS/MPIE Campus Porto Alegre

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.121188

Palavras-chave:

Aprendizagem baseada em jogos, Role Playing Game (RPG), Ensino Médio

Resumo

Um dos problemas enfrentados atualmente na escola básica é a desmotivação e a falta de engajamento dos estudantes. Uma das estratégias pedagógicas apontadas como solução compreende o uso de jogos, sendo que o gênero de Role Playing Game (RPG) pode ser usado para desenvolver diferentes habilidades. Assim, foi realizada uma
investigação, no formato de um mapeamento sistemático, com o objetivo de prover uma visão geral das pesquisas a respeito de jogos do gênero de RPG e identificar as contribuições para o ensino médio no Brasil. Como resultados principais, identificou-se que os jogos RPGs podem ser usados como uma alternativa pedagógica em sala de aula, possibilitando abordar diversos cenários e narrativas, integrando diferentes áreas do conhecimento e explorando diversas habilidades dos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-28

Como Citar

DA SILVA RODRIGUES, L.; RAUH SCHMITT, M. A.; DE CASTRO BERTAGNOLLI, S. As contribuições do jogo de RPG no ensino médio: o que dizem as produções científicas brasileiras. RENOTE, Porto Alegre, v. 19, n. 2, p. 71–80, 2021. DOI: 10.22456/1679-1916.121188. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/121188. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Jogos digitais aplicados ao ensino/aprendizagem