Avaliando as customizações do Moodle para a plataforma MOOC Saviesa

Autores

  • Beatriz Brito do Rêgo SPIDeLab - IME/UFBA
  • Filipe Adeodato Garrido SPIDeLab - IME/UFBA
  • Jean C. S. Rosa SPIDeLab - IME/UFBA
  • Ecivaldo de Souza Matos SPIDeLab - IME/UFBA

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.110207

Palavras-chave:

MOOC, Interação Humano-Computador, Método de Inspeção Semiótica, Moodle.

Resumo

MOOC são cursos online, abertos e massivos que buscam democratizar a educação. Entretanto, devido a essas características, eles podem causar altos custos para o seu desenvolvimento e a manutenção. Na tentativa de reduzir esses custos, alguns pesquisadores sugerem o uso do Moodle como plataforma base, depois de aplicadas algumas adequações. Este artigo apresenta os resultados de um estudo para verificar se o Saviesa, um MOOC desenvolvido sobre o Moodle, atende as orientações básicas de customização de uma plataforma de MOOC. A partir da avaliação foram identificados alguns problemas de interação humano-computador, potencialmente mitigáveis em tempo de design, caso as orientações de customização do Moodle para MOOC sejam consideradas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-01-04

Como Citar

BRITO DO RÊGO, B.; ADEODATO GARRIDO, F.; C. S. ROSA, J.; DE SOUZA MATOS, E. Avaliando as customizações do Moodle para a plataforma MOOC Saviesa. RENOTE, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 91–100, 2021. DOI: 10.22456/1679-1916.110207. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/110207. Acesso em: 7 fev. 2023.

Edição

Seção

Cursos online massivos abertos (MOOC)