ANÁLISE DA GESTÃO DO GLICEROL: RISCOS E OPORTUNIDADES SOBRE SUA DESTINAÇÃO FRENTE À LACUNA NORMATIVA E ASPECTOS SUSTENTÁVEIS

Autores

Palavras-chave:

Glicerol, Gestão de resíduos, Lacuna normativa, Sustentabilidade, Riscos e oportunidades.

Resumo

O Programa Nacional de Produção do Biodiesel (PNPB) buscou difundir ‘sustentabilidade’ com a implantação do biodiesel na matriz energética brasileira, pressupondo-se uma adequada gestão de seus resíduos. Dentre eles, há o glicerol, que foi desconsiderado, inclusive, pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Seu descarte ou uso indevido nas indústrias químicas ou alimentícias pode causar problemas à saúde da população. Neste âmbito e interdisciplinarmente, o objetivo deste estudo foi analisar riscos e oportunidades sobre a destinação do glicerol frente à lacuna normativa e aos aspectos sustentáveis. Trata-se de um estudo de múltiplos-casos com metodologia qualitativa e aplicação do software Maxqda® para análise de conteúdo. Os resultados apontam algumas alternativas de destinação, mas que constituem modos fragilizados por falta de informações e regulamentação. Identifica-se tal fragilidade, principalmente, pela transferência de responsabilidade dos grandes produtores a terceiros em relação à destinação do glicerol e, sobretudo, desinteresse pelos efeitos decorrentes. Espera-se fornecer subsídios que contribuam para remediar ineficiências relacionadas à gestão de resíduos, buscando desencadear ações que possam ser implementadas no âmbito normativo ambiental para as medidas compensatórias e mitigadoras, possibilitando maior desenvolvimento regional e valorização das pequenas propriedades com fortalecimento contínuo do desenvolvimento sustentável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Chiaretti Novi, Universidade de São Paulo

Atualmente é pós-doutoranda e pesquisadora do Grupo de Estudos em Eficiência (GREFIC/USP). Doutora e Mestra em Administração de Organizações do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEARP/USP). Graduação em Direito pela Universidade de Ribeirão Preto (2002). É graduanda em Pedagogia e Administração. Docente na Universidade de Ribeirão Preto.

Sonia Valle Walter Borges de Oliveira, Universidade de São Paulo

Possui Livre-docência em Administração Geral pela FEA-RP-USP, Doutorado em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP, Mestrado em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos da USP, graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Atualmente é Professora Sênior da FEA-RP-USP e Assessora Científica da FAPESP. Foi Professora Associada da FEA-RP-USP (MS 5-2) até sua aposentadoria. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Sustentabilidade, Teorias da Administração, Planejamento Estratégico e Tomada de Decisão, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão ambiental, gestão de resíduos, tratamento de esgoto sanitário, energias alternativas, ecoeficiência, tratamento de formol de líquido de preservação de peças anatômicas. Está credenciada para orientação de Mestrado e Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Administração das Organizações (PPGAO/USP) e de Mestrado Profissional no Programa de Mestrado Profissional em Gestão de Organizações de Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (PG-GOS-FMRP/USP).

Alexandre Pereira Salgado Junior, Universidade de São Paulo

Professor Associado do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FEARP-USP). Possui Livre-docência em Administração pela Universidade de São Paulo (FEARP-USP), Doutorado em Administração pela Universidade de São Paulo (FEA-USP), Mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade de São Paulo (EESC-USP), MBA em Administração pela Universidade de São Paulo (FEARP-USP) e Graduação em Engenharia de Produção Mecânica pela Universidade de São Paulo (EESC-USP). Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Administração de Organizações da FEA-RP/USP (PPGAO). Coordenador do GREFIC - Grupo de Estudos em Eficiência. Pesquisador em Análise Envoltória de Dados (DEA) aplicada à Gestão da Educação, Hospitais, Bancos e ao Setor Energético.

Marcio Mattos Borges de Oliveira, Universidade de São Paulo

Graduate at Aeronautical Mechanic Engineering from Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1982), master's at Computer Science from Universidade de São Paulo (1991) and Ph.d. at Mechanical Engineering from Universidade de São Paulo (1997). Has experience in Production Engineering, focusing on Planning, Project and Control of Systems of Production, acting on the following subjects: Operations and logistics; Decision Making and Information System 

Downloads

Publicado

2018-12-11

Como Citar

Novi, J. C., de Oliveira, S. V. W. B., Salgado Junior, A. P., & de Oliveira, M. M. B. (2018). ANÁLISE DA GESTÃO DO GLICEROL: RISCOS E OPORTUNIDADES SOBRE SUA DESTINAÇÃO FRENTE À LACUNA NORMATIVA E ASPECTOS SUSTENTÁVEIS. Revista Eletrônica De Administração, 24(3), 217–243. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/85712