IMPLICAÇÕES DE UM CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS NA CONTABILIDADE GERENCIAL: UMA ABORDAGEM INSTITUCIONAL

Autores

  • Ilse Maria Beuren Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
  • Luciane Regina Braçaroto de Souza Universidade Federal do Paraná - UFPR
  • Helena de Oliveira Leite Feuser Universidade Federal do Paraná - UFPR

Palavras-chave:

Centro de Serviços Compartilhados, Contabilidade Gerencial, Teoria Institucional.

Resumo

Este estudo analisa, sob a abordagem institucional, as implicações da implantação de um Centro de Serviços Compartilhados (CSC) nas funções da Contabilidade Gerencial. Para tal, foi realizada uma pesquisa de natureza descritiva com abordagem qualitativa, a partir de um estudo de caso em empresa situada na região Sul do Brasil, constituída sob a forma de um CSC. Sob a lente da Teoria Institucional, consubstanciada no modelo proposto por Burns e Scapens (2000), foi analisada a institucionalização de regras e rotinas na Contabilidade Gerencial da empresa. Os resultados da pesquisa mostram que a implantação do CSC teve implicações diretas e indiretas nas funções da Contabilidade Gerencial, visto que foi necessário alterar várias de suas funções, atividades, divisionalizações, inclusive profissionais, portanto, uma reestruturação ampla e profunda em todo o setor. Quanto às dicotomias de mudanças ocorridas com a implantação do CSC, foram observadas mais mudanças formais do que informais, evolucionárias do que revolucionárias e progressivas do que regressivas nas funções da Contabilidade Gerencial. Conclui-se com base na análise triangulada dos dados coletados, que a implantação do CSC na empresa pesquisada teve implicações significativas na estrutura organizacional e na natureza das funções da Contabilidade Gerencial, as quais resultaram na institucionalização de novas regras e rotinas nos moldes preconizados por Burns e Scapens (2000). Os resultados do estudo contribuem para o desenvolvimento de novos papéis na Contabilidade Gerencial, sob o argumento que o modelo de CSC gerou novas regras e rotinas em toda a corporação, com implicações diretas e indiretas nos papéis gerenciais institucionalizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ilse Maria Beuren, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Doutora em Controladoria e Contabilidade pela FEA/USP

Professora do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Luciane Regina Braçaroto de Souza, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná - UFPR

Endereço: Av. Prefeito Lothário Meissner, 632 - Campus III - Jardim Botânico

CEP: 80210-170 – Curitiba/PR – Brasil

Helena de Oliveira Leite Feuser, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná - UFPR

Endereço: Av. Prefeito Lothário Meissner, 632 - Campus III - Jardim Botânico

CEP: 80210-170 – Curitiba/PR – Brasil

Downloads

Publicado

2017-11-20

Como Citar

Beuren, I. M., Souza, L. R. B. de, & Feuser, H. de O. L. (2017). IMPLICAÇÕES DE UM CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS NA CONTABILIDADE GERENCIAL: UMA ABORDAGEM INSTITUCIONAL. Revista Eletrônica De Administração, 23(3), 32–61. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/61627