A Visão Relacional de Políticas de Ciência e Tecnologia: o Caso do Programa Brasileiro CI Brasil

Autores

  • Kadígia Faccin Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)
  • Ingridi Bortolaso Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC)
  • Alsones Balestrin Universidade do Vale do Rio dos Sinos – São Leopoldo, RS

Palavras-chave:

Visão Relacional, Política de Ciência e Tecnologia, Programa Ci-Brasil

Resumo

A literatura sobre cooperação interorganizacional tem trazido ao debate acadêmico, especialmente das últimas duas décadas, uma reflexão sobre os resultados da atuação conjunta de diversos atores para alcançar fins comuns. Essa forma de pensar os meios para alcançar os fins pretendidos foi denominada por Dyer e Singh (1998) “visão relacional” da estratégia. De acordo com a visão relacional, a estratégia coletiva cria uma fonte inimitável de recursos através de uma rede com acesso valioso a informações, compartilhamento de conhecimento, complementaridade de recursos e governança efetiva. O presente estudo visa ao entendimento sobre como os governos utilizam a visão relacional para desenvolver com maior eficácia suas políticas públicas de desenvolvimento industrial. A estratégia de pesquisa utilizada para o desenvolvimento deste trabalho foi o estudo de caso. O objeto empírico do estudo é o Programa Governamental CI Brasil, que foi criado com o objetivo de desenvolver a indústria de semicondutores no Brasil. O artigo apresenta evidências sobre como uma política pública, em uma área complexa de ciência e tecnologia, pode ser colocada em prática em um país emergente. O artigo evidencia, ainda, que a análise do comportamento isolado das ações governamentais para o desenvolvimento da política pública torna-se insuficiente para entender a dinâmica do processo de inovação e desenvolvimento industrial, enfatizando a importância das relações recíprocas entre universidade, indústria e governo para a eficácia da implementação da política pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-06-07

Como Citar

Faccin, K., Bortolaso, I., & Balestrin, A. (2016). A Visão Relacional de Políticas de Ciência e Tecnologia: o Caso do Programa Brasileiro CI Brasil. Revista Eletrônica De Administração, 22(1), 226–251. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/54831

Edição

Seção

Estudos de Caso