MODELO PRÁTICO DE PREVISÃO DE FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL PARA EMPRESAS COMERCIAIS CONSIDERANDO OS EFEITOS DO RISCO, ATRAVÉS DO MÉTODO DE MONTE CARLO

Autores

  • Jocildo Figueiredo Correia Neto Keage Comércio e Representação Ltda - Fortaleza, CE
  • Heber José de Moura Universidade de Fortaleza – Fortaleza, CE
  • Sérgio Henrique Arruda Cavalcante Forte Universidade de Fortaleza – Fortaleza, CE

Palavras-chave:

Fluxo de caixa, projeção, gerenciamento de risco, Método de Monte Carlo

Resumo

Uma forma de se efetuarem projeções de fluxos de caixa considerando risco é utilizar simulações baseadas no Método de Monte Carlo (MMC). Esse método gera números aleatórios para as receitas previstas, baseados em premissas adotadas. Após a geração de cada evento, coloca-se o valor presente líquido do fluxo de caixa gerado em uma distribuição de freqüência acumulada, a fim de verificar sua probabilidade de ocorrência. Esse método probabilístico tem a vantagem de considerar o risco associado ao ato de projeção e mensurá-lo através do cálculo do desvio padrão das médias dos valores presentes líquidos gerados em cada evento. Esse artigo apresenta esse método teoricamente e aplica-o em um estudo de caso para uma empresa comercial. A conclusão do artigo é um diagnóstico da viabilidade financeira do negócio, sob o ponto de vista operacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-12-16

Como Citar

Figueiredo Correia Neto, J., de Moura, H. J., & Arruda Cavalcante Forte, S. H. (2013). MODELO PRÁTICO DE PREVISÃO DE FLUXO DE CAIXA OPERACIONAL PARA EMPRESAS COMERCIAIS CONSIDERANDO OS EFEITOS DO RISCO, ATRAVÉS DO MÉTODO DE MONTE CARLO. Revista Eletrônica De Administração, 8(3). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/44231