UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO ACADÊMICA BRASILEIRA SOBRE O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR DE ALIMENTO ORGÂNICO ENTRE 1997 A 2011

Autores

  • Danilo de Oliveira Sampaio Universidade Federal de Juiz de Fora - Juiz de Fora, MG
  • Marlusa Gosling Universidade Federal de Minas Gerais - Belo Horizonte, MG
  • André Francisco Alcântara Fagundes Universidade Federal de Minas Gerais - Belo Horizonte, MG
  • Caissa Veloso e Sousa Faculdade Novos Horizontes - Belo Horizonte, MG

Palavras-chave:

Comportamento do consumidor, alimento, orgânico, meta-estudo

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi analisar os trabalhos acadêmicos que tratam sobre o comportamento do consumidor de alimento orgânico publicados nos principais periódicos e eventos científicos brasileiros de Administração entre janeiro de 1997 a março de 2011. Optou-se por um meta-estudo que, segundo Richardson (2007), contribui para o melhor conhecimento do tema analisado além de possibilitar o aperfeiçoamento de estudos futuros referentes ao assunto pesquisado. Foram pesquisados os periódicos classificados como A1, A2, B1 e B2 no Sistema Qualis da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Ademais, também foram considerados os eventos científicos organizados pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (ANPAD). Para filtrar os artigos analisados optou-se por selecionar os trabalhos que continham a palavra “orgânico” no título, assunto ou palavra-chave. Nesta primeira seleção foram apontados 54 artigos publicados em periódicos e 63 em eventos científicos. Na segunda fase analisaram-se quais desses 117 trabalhos tratavam de comportamento do consumidor de orgânicos, identificando-se nesse último filtro 04 artigos publicados em periódicos e 10 em eventos científicos. A análise dos artigos possibilitou conclusões como: (a) a maioria das publicações tanto em periódicos quanto em anais são oriundas de Instituições de Ensino Superior localizadas nas Regiões Sul (41,38%) e Sudeste (34,48%); (b) com relação aos artigos publicados em periódicos e anais, notou-se que a maioria prefere enquanto metodologia trabalhar com entrevistas em profundidade e análise de conteúdo, contudo, há uma sinalização principalmente nos congressos de que a metodologia survey está demonstrando interesses dos pesquisadores; (c) constatou-se que os artigos adotam preferencialmente a coleta de dados primários e estudos do tipo empírico; (d) quanto ao tipo de pesquisa, destaca-se a exploratória seguida da descritiva e explicativa. Outras análises mostraram que com relação às teorias e conceitos base apurados, há um bom entendimento da academia quanto à importância de fundamentar a base conceitual, bem como há preocupações metodológicas como apoiar os estudos segundo o tipo de amostra e o objetivo de pesquisa. Notou-se que o ponto mais frágil das publicações está no pouco uso de formulação de hipóteses e pressupostos e falta também nos artigos sugestões de recomendações de pesquisas futuras e contribuições que visassem a aplicação gerencial. Por fim, conclui-se que uma amostra envolvendo outros periódicos além daqueles pesquisados e a realização de um novo estudo a partir do ano de 2011 poderão analisar o incremento da pesquisa sobre o comportamento de consumidor de alimentos orgânicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-11-29

Como Citar

de Oliveira Sampaio, D., Gosling, M., Alcântara Fagundes, A. F., & Veloso e Sousa, C. (2013). UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO ACADÊMICA BRASILEIRA SOBRE O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR DE ALIMENTO ORGÂNICO ENTRE 1997 A 2011. Revista Eletrônica De Administração, 19(3), 620–645. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/43924