INOVAÇÃO COMO REQUISITO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Autores

  • Asher Kiperstok Universidade Federal da Bahia - Salvador, BA
  • Dora Parente Costa Universidade Federal da Bahia - Salvador, BA
  • José Célio Andrade Universidade Federal da Bahia - Salvador, BA
  • Severino Agra Filho Universidade Federal da Bahia - Salvador, BA
  • Edmundo Figueroa Universidade Federal da Bahia - Salvador, BA

Resumo

O desafio do Desenvolvimento Sustentável, para o setor produtivo, requer o redirecionamento das ações para a fonte dos problemas e a busca da produção limpa. Diversos autores propõem o uso do conceito do Fator 10 ou Fator X para dar a devida dimensão a este desafio. O Fator 10 aponta para a necessidade de se aumentar a ecoeficiência dos processos e produtos numa ordem de grandeza de 10 vezes num prazo de 30 a 50 anos. (SCHMIDT-BLEEK, 1997; KIPERSTOK e MARINHO, 2001; PENEDA e FRAZÃO, 1997; (WEAVER et al., 2000). Para se atingir isto, atitudes de inovação ambiental são necessárias. Mais do que isto, inovação radical é necessária. Este artigo revisa a visão de diversos autores sobre a inovação e, mais especificamente, sobre a inovação ambiental. Procura-se esclarecer a influência da regulação ambiental sobre o processo inovativo e a necessidade de uma maior coerência entre políticas ambientais e de desenvolvimento tecnológico.

Este artigo faz parte de um trabalho maior, em elaboração, por solicitação do Núcleo de Estudos Avançados para o Meio Ambiente (NEAMA) do Centro de Recursos Ambientais da Bahia, que tem por objetivo desencadear um processo de discussão sobre a Inovação ambiental e os caminhos para a sustentabilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-09-19

Como Citar

Kiperstok, A., Parente Costa, D., Célio Andrade, J., Agra Filho, S., & Figueroa, E. (2013). INOVAÇÃO COMO REQUISITO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Revista Eletrônica De Administração, 8(6). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/42724