POSICIONAMENTO AMBIENTAL ESTRATÉGICO. IDENTIFICANDO QUANDO VALE A PENA INVESTIR NO VERDE

Autores

  • Renato J. Orsato INSEAD - Europe Campus - Fontainebleau, France

Palavras-chave:

Negócios e meio-ambiente, gestão ambiental estratégica, vantagem competitiva,

Resumo

Se os investimentos ambientais devem gerar retornos econômicos ou se tornarem fontes de vantagem competitiva, os administradores precisam identificar as circunstâncias que favoreçam tais cenários. Para algumas empresas, a melhor utilização dos recursos pode compensar os investimentos relacionados com a questão ambiental. Para outras, obter o certificado ISO 14001 ou diferenciar produtos com base em prerrogativas ambientais pode eventualmente ser a melhor forma de buscar a vantagem competitiva. Mas é improvável que uma estratégia genérica satisfará a todos. Essa é a principal justificativa para este artigo categorizar os tipos genéricos de estratégias ambientais corporativas: há implicações imediatas para a teorização e prática da gestão empresarial. Para os acadêmicos que trabalham no campo da gestão ambiental estratégica, o modelo pode facilitar a identificação dos construtos teóricos ou variáveis empíricas para definição de proposições de perguntas de pesquisa ou hipóteses. Utilizado como esquema de classificação da estratégia ambiental corporativa, ele ajuda administradores a definir e priorizar áreas de ação organizacional, otimizar o retorno econômico geral nos investimentos ambientais e o potencial para transformar estes investimentos em fontes de vantagem competitiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-09-19

Como Citar

J. Orsato, R. (2013). POSICIONAMENTO AMBIENTAL ESTRATÉGICO. IDENTIFICANDO QUANDO VALE A PENA INVESTIR NO VERDE. Revista Eletrônica De Administração, 8(6). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/42723