RELACIONAMENTO EM BANCOS COMERCIAIS: A ADAPTAÇÃO DE ESCALAS

Autores

  • Marlusa Gosling Faculdade Batista de Minas Gerais - Belo Horizonte, MG
  • Carlos Alberto Gonçalves Universidade Federal de Minas Gerais - Belo Horizonte, MG

Palavras-chave:

Relacionamento, adaptação de escalas, confiabilidade simples e composta, análise fatorial,

Resumo

Frente à crescente concorrência global, o marketing de relacionamento, baseado na manutenção de clientes lucrativos, tem sido uma alternativa para diversos segmentos. Especificamente, o marketing de relacionamento mostra-se adequado ao setor de serviços, já que há possibilidade maior de interação direta com os clientes. Também por esse motivo, e ainda mais pela inerente troca de informações com os clientes, várias  instituições bancárias e têm usado estratégias de relacionamento. Pretendeu-se, neste artigo, adaptar as escalas propostas por Morgan e Hunt (1994) para o contexto bancário brasileiro. A avaliação da confiabilidade simples e composta mostrou que o instrumento desenvolvido é adequado, podendo ser utilizado em pesquisas futuras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-09-16

Como Citar

Gosling, M., & Alberto Gonçalves, C. (2013). RELACIONAMENTO EM BANCOS COMERCIAIS: A ADAPTAÇÃO DE ESCALAS. Revista Eletrônica De Administração, 9(4). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/42652