ANÁLISE DOS PROGRAMAS DE ENSINO DA ÁREA DE CUSTOS NO CURRÍCULO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

Autores

  • Arilda S. Godoy Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - São Paulo/SP Brasil
  • Hélio Alves da Silva Universidade Presbiteriana Mackenzie - São Paulo, SP
  • Wilson Toshiro Nakamura Universidade Presbiteriana Mackenzie - São Paulo, SP

Palavras-chave:

Ensino de graduação, curso de administração de empresas, ensino de custos

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar os programas de ensino das disciplinas da área de custos em três cursos de administração de empresas. O estudo, qualitativo e exploratório, envolveu a análise do conteúdo dos planos de ensino das disciplinas e a realização de entrevistas semi-estruturadas com professores e coordenadores. Os resultados mostram a preocupação em tornar o ensino de custos menos operacional, voltando-o para o processo de gestão, indicam que as mudanças no campo dos negócios não impactaram os programas quanto deveriam e reconhecem a importância das técnicas de custeio, embora haja dificuldades em se adequar os conteúdos ensinados às necessidades geradas pelas rápidas modificações no cenário externo. É privilegiado o ensino de custos em empresas industriais em detrimento da área de comércio e serviços. Conclui-se que o estudo forneceu informações que podem gerar reflexões sobre a pertinência, atualidade e adequação dos conteúdos ensinados nesta área em cursos de administração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arilda S. Godoy, Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - São Paulo/SP Brasil

Hélio Alves da Silva, Universidade Presbiteriana Mackenzie - São Paulo, SP

Wilson Toshiro Nakamura, Universidade Presbiteriana Mackenzie - São Paulo, SP

Downloads

Publicado

2013-08-20

Como Citar

S. Godoy, A., Alves da Silva, H., & Toshiro Nakamura, W. (2013). ANÁLISE DOS PROGRAMAS DE ENSINO DA ÁREA DE CUSTOS NO CURRÍCULO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS. Revista Eletrônica De Administração, 10(4). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/41947