FATORES QUE INTERFEREM NA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO ESTRATÉGICA BASEADO NO BALANCED SCORECARD: ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA

Autores

  • Eduardo Santos Galas Universidade de Fortaleza - Fortaleza, CE
  • Sérgio Henrique Arruda Cavalcante Forte Universidade de Fortaleza - Fortaleza, CE

Palavras-chave:

Balanced Scorecard, barreiras à implementação do BSC, planejamento estratégico, embrapa

Resumo

Segundo pesquisa realizada em 1999 pela Symnetics Business Transformation no Brasil, menos de 10% das estratégias são eficientemente executadas. O balanced scorecard é uma ferramenta empresarial que traduz a missão e a estratégia da organização em um conjunto de medidas de desempenho, para propiciar a formação de uma estrutura de medição estratégica e de um sistema de gestão eficiente. Muitos fatores, entretanto, interferem na implantação de um instrumento gerencial desse porte. Objetivando identificar quais fatores interferiram na implantação de um modelo de gestão estratégica (MGE) baseado no balanced scorecard em uma instituição governamental, realizou-se uma pesquisa exploratória-descritiva por meio de um estudo de caso na Embrapa, em julho de 2003. Foram aplicados questionários aos gerentes do MGE de 10 das 40 Unidades da empresa. Conforme apresentado por Kaplan e Norton (1997), foi identificado que os principais fatores identificados estão relacionados aos gerentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Santos Galas, Universidade de Fortaleza - Fortaleza, CE

Sérgio Henrique Arruda Cavalcante Forte, Universidade de Fortaleza - Fortaleza, CE

Downloads

Publicado

2013-08-02

Como Citar

Santos Galas, E., & Arruda Cavalcante Forte, S. H. (2013). FATORES QUE INTERFEREM NA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO ESTRATÉGICA BASEADO NO BALANCED SCORECARD: ESTUDO DE CASO EM UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA. Revista Eletrônica De Administração, 10(5). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/41584