ENVOLVIMENTO DE SUBSIDIÁRIAS NO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DA INDÚSTRIA DE TELECOMUNICAÇÕES: RESULTADOS DOS INDICADORES DE C&T

Autores

  • Simone Vasconcelos Ribeiro Galina Universidade de São Paulo - São Paulo, SP
  • Leonardo Bortoloti Universidade de São Paulo - São Paulo, SP

Palavras-chave:

Telecomunicação, subsidiárias, desenvolvimento tecnológico, patentes, dados bibliométricos

Resumo

Este trabalho propõe a análise e mensuração dos resultados relacionados à participação de subsidiárias brasileiras de fornecedores estrangeiros de telecomunicação nos processos de Desenvolvimento de Produto Global destas empresas. Tendo em vista este objetivo principal, é apresentada uma análise quantitativa do envolvimento de subsidiárias de fornecedores transnacionais de equipamentos de telecomunicações, em particular as unidades brasileiras, utilizando dois indicadores de ciência e tecnologia: patentes e dados bibliométricos. Um levantamento de dados similar também foi feito para outros países em desenvolvimento que competem diretamente com o Brasil no setor de telecomunicações. Em relação às patentes, consideram-se bancos de dados internacionais e nacionais, analisando patentes emitidas por empresas. O North-American USPTO (United States Patent and Trademark Office) foi especialmente usado para analisar a participação de inventores brasileiros em patentes aplicadas internacionalmente. E, logicamente, dados do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), no Brasil, foram usados para análise a nível nacional. Pesquisas de dados bibliométricos foram feitas a partir do SCI (Science Citation Index), um banco de dados norte-americano editado pelo ISI (Institute for Scientific Information), que inclui diferentes áreas de conhecimento. Esta combinação entre patentes e dados bibliométricos pretende englobar atividades de P&D, uma vez que patentes têm relação com pesquisa aplicada e desenvolvimento experimental (para posterior produção e comercialização de produtos), e publicações científicas são geralmente ligadas a pesquisa básica ou aplicada. O exame destes dados foi enriquecido com informações de pesquisas qualitativas prévias, evidenciando algumas políticas públicas para estimular atividades tecnológicas locais nas companhias estudadas. No entanto, é possível concluir dos resultados quantitativos que o envolvimento de subsidiárias brasileiras é inferior se comparado com o desenvolvimento de outros países em desenvolvimento analisados. A situação se agrava quando os resultados destes países são comparados com os de países desenvolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Vasconcelos Ribeiro Galina, Universidade de São Paulo - São Paulo, SP

Leonardo Bortoloti, Universidade de São Paulo - São Paulo, SP

Downloads

Publicado

2013-07-29

Como Citar

Vasconcelos Ribeiro Galina, S., & Bortoloti, L. (2013). ENVOLVIMENTO DE SUBSIDIÁRIAS NO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DA INDÚSTRIA DE TELECOMUNICAÇÕES: RESULTADOS DOS INDICADORES DE C&T. Revista Eletrônica De Administração, 10(6). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/41438