IMPACTOS ECONÔMICOS DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL: A CRISE DA ATIVIDADE PESQUEIRA EM JURUJUBA - NITERÓI/RJ

Autores

  • Maria Teresa Costa Soares Universidade Federal Fluminense - UFF
  • Gilson Brito Alves Lima Universidade Federal Fluminense - UFF
  • André Augusto Pereira Brandão Universidade Federal Fluminense - UFF

Palavras-chave:

Meio ambiente, pesca, subsistência, economia

Resumo

Este artigo resulta da pesquisa realizada na comunidade pesqueira de Jurujuba, a qual originou uma dissertação de Mestrado. Neste locus, a pesca era desenvolvida pelos pescadores locais através de know-how passado de pai para filho, conhecimento este importante para a coleta sustentável dos recursos naturais. Hoje, frente a diversas mudanças, esses pescadores buscam outras ocupações visando sua subsistência. Através dos dados quantitativos resultantes da aplicação de questionários sócio-econômicos e análise das entrevistas realizadas, mapeou-se as características relacionadas aos aspectos econômicos de trabalho e renda da população, e as formas subjetivas pelas quais o grupo percebe o seu processo de dissolução identitária e a crise na pesca. Neste contexto de aprofundamento do desemprego em todo o país, a crise da pesca em Jurujuba produz uma situação onde um grupo de trabalhadores, antes ocupados, passam a pressionar o rol de postos de trabalho urbanos desqualificados, contribuindo para o aumento da taxa desemprego.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-23

Como Citar

Costa Soares, M. T., Brito Alves Lima, G., & Pereira Brandão, A. A. (2013). IMPACTOS ECONÔMICOS DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL: A CRISE DA ATIVIDADE PESQUEIRA EM JURUJUBA - NITERÓI/RJ. Revista Eletrônica De Administração, 11(2). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/40680