COOPERAÇÃO ENTRE PEQUENAS EMPRESAS, GARANTIA MUTUALISTA E DESENVOLVIMENTO REGIONAL: REFLEXÕES SOBRE SISTEMAS DE GARANTIA DE CRÉDITO

Autores

  • Nelson Casarotto Filho Universidade Federal de Santa Catarina
  • João Amato Neto Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Garantia Mutualista, Desenvolvimento Local, Pequenas e Médias Empresas

Resumo

Pequenas e médias empresas (PMEs) são fundamentais para garantir ocupação produtiva e renda distribuída. Os clusters regionais, os arranjos produtivos locais (APLs) ou ainda os sistemas locais de produção (SLPs), especialmente na Europa, são fenômenos de aglomerações de PMEs que visam a promoção de ações conjuntas, tendo em vista a obtenção de eficiências coletivas por meio de mecanismos de integração, dentre os quais os instrumentos de garantia coletiva – ou mutualista – de crédito. Desta forma as PMEs podem então ter acesso facilitado ao crédito. O presente artigo busca, inicialmente, resgatar as principais tendências em termos das diferentes formas de cooperação e de ações conjuntas entre pequenas e médias empresas, que visam, em última instância, viabilizar a obtenção das chamadas eficiências coletivas. Em especial, analisa uma forma específica de ação conjunta que é o de garantia coletiva ou mutualista de crédito, abordando alguns dos principais casos internacionais, para então realizar uma avaliação das possibilidades de aplicação deste instrumento de crédito para o Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-05-14

Como Citar

Casarotto Filho, N., & Amato Neto, J. (2013). COOPERAÇÃO ENTRE PEQUENAS EMPRESAS, GARANTIA MUTUALISTA E DESENVOLVIMENTO REGIONAL: REFLEXÕES SOBRE SISTEMAS DE GARANTIA DE CRÉDITO. Revista Eletrônica De Administração, 13(3), 634–653. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/39966