AS ESTRATÉGIAS DE GESTÃO DE PESSOAS EM UM HOSPITAL PRIVADO: UM EXEMPLO DA EFICÁCIA DO CONTROLE POLÍTICO-IDEOLÓGICO

Autores

  • Lis Andréa Pereira Soboll Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

gestão pessoas, gestão hospitalar, controle, exploração, autoritarismo

Resumo

As estratégias de gestão de pessoas como instrumentos de controle político-ideológico, que promove o envolvimento dos trabalhadores, foi um dos objetos de estudo de uma pesquisa do tipo estudo de caso, de natureza quali-quanti e de corte transversal, desenvolvida em um hospital privado e apresentada como dissertação de mestrado. Os dados foram coletados por meio de entrevistas, observações, análises de documentos e questionário. No hospital estudado, os mecanismos de gestão autoritários e fundados em ameaças intimidam os comportamentos desviantes, impedindo o surgimento de questionamentos e de confrontos explícitos, tornando os trabalhadores apáticos e dóceis para servir aos objetivos organizacionais. Esta estrutura de gestão encontra legitimidade por estar sustentada em estratégias de controle instauradoras da submissão, da aceitação das regras sem questionamento, da adesão às exigências organizacionais e ao ritmo intenso de trabalho e da representação das ações de exploração com algo natural, inerente ao trabalho ou como favorecimento ao trabalhador. A eficácia do controle político-ideológico infiltrado nas estratégias de gestão se evidenciava não só na adesão dos trabalhadores aos objetivos organizacionais, mas principalmente no fato dos trabalhadores tornarem-se defensores e reprodutores do sistema organizacional. Se os fins justificam os meios, esta organização hospitalar é uma empresa de sucesso, cuja eficácia está em cumprir seus objetivos à custa da exploração da alienação e das condições concretas de vida dos trabalhadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-05-13

Como Citar

Pereira Soboll, L. A. (2013). AS ESTRATÉGIAS DE GESTÃO DE PESSOAS EM UM HOSPITAL PRIVADO: UM EXEMPLO DA EFICÁCIA DO CONTROLE POLÍTICO-IDEOLÓGICO. Revista Eletrônica De Administração, 13(1), 85–105. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/39911