INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA BRASILEIRA: ESTRATÉGIAS DE ENTRADA E DESAFIOS DO PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO

Autores

  • Nadia Wacila Hanania Vianna UNIb – Universidade Ibirapuera / Universidade de São Paulo- USP
  • Nilson Araújo de Souza UNIb – Universidade Ibirapuera / Centro Universitário Belas Artes
  • Sérgio Nunes Muritiba Universidade de São Paulo – USP
  • Sheila Regina de Almeida UNIb – Universidade Ibirapuera
  • Luís Henrique Pereira UNIb / – Universidade Ibirapuera / Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas – EAESP/FGV

Palavras-chave:

internacionalização de negócios, indústria eletroeletrônica, modos de entrada, estratégias

Resumo

TEXTO (PDF) TAMBÉM DISPONÍVEL EM INGLÊS

O artigo apresenta as teorias atualmente discutidas no meio acadêmico sobre o tema internacionalização. Descreve o processo de industrialização no Brasil e destaca os fatos e elementos que têm impactado a realidade das empresas brasileiras. Discute mais especificamente as estratégias de entrada adotadas, os desafios enfrentados no processo de internacionalização e apresenta fatores microeconômicos relacionados ao grau de internacionalização dessas empresas. A pesquisa, de cunho exploratório, foi realizada junto a empresas exportadoras do setor eletroeletrônico sediadas no estado de São Paulo e revelou que a necessidade de ampliação de mercado e a busca de novas tecnologias constituíram-se em forças propulsoras para a internacionalização. Quanto às estratégias de internacionalização adotadas, a maior parte das empresas amostradas seguiu o modelo da Escola de Uppsala, no sentido de que houve um envolvimento gradual com países receptores, a partir das modalidades de exportação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-30

Como Citar

Hanania Vianna, N. W., Araújo de Souza, N., Nunes Muritiba, S., de Almeida, S. R., & Pereira, L. H. (2013). INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA BRASILEIRA: ESTRATÉGIAS DE ENTRADA E DESAFIOS DO PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO. Revista Eletrônica De Administração, 13(4), 84–105. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/39514