REDES DE EMPRESAS: UMA ANÁLISE DAS RELAÇÕES ENTRE FATORES SÓCIO-COMPORTAMENTAIS E DESEMPENHO COMPETITIVO

Autores

  • Jamur Johnas Marchi UFPel/Unipampa/RS/Brasil
  • Milton Luiz Wittmann UFSM/RS/Brasil

Palavras-chave:

redes, coopetição, desempenho competitivo, fatores sócio-comportamentais

Resumo

Em meio à complexidade do contexto concorrencial, as redes de empresas têm emergido como uma alternativa interorganizacional para a melhoria da competitividade empresarial, cujo desempenho é inerente às relações com fatores sócio-comportamentais, tema deste artigo. Estas relações foram avaliadas em duas redes de supermercados, a Central Mais composta por 33 empresas e a rede Unimercados composta por 17 empresas. A pesquisa possibilitou análises de troca e criação de valor e incrementos financeiros e estruturais, relacionando-os com quatro fatores sócio-comportamentais identificados na literatura como: comprometimento, confiança, cooperação e conexões sociais. A análise dos resultados permitiu verificar que a dualidade da coopetição permeia as relações nas redes estudadas, revelando a necessidade de uma visão de interdependência. Relativo às redes de supermercados, verificou-se que a Central Mais não está conseguindo converter seus melhores índices nos fatores de troca e criação de valor em incremento financeiro para seus associados devido aos baixos índices de engajamento destes, que possuem menor envolvimento, por não conseguir visualizar possíveis vantagens dessa relação. Na rede Unimercados, paradoxalmente, a coesão interna pode estar limitando o seu crescimento em termos de troca e criação de valor e inibindo a busca por conexões externas. Estas análises não têm a pretensão de serem conclusivas, preferindo situar-se no plano reflexivo, servindo de subsídio para futuras pesquisas neste campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-25

Como Citar

Marchi, J. J., & Wittmann, M. L. (2013). REDES DE EMPRESAS: UMA ANÁLISE DAS RELAÇÕES ENTRE FATORES SÓCIO-COMPORTAMENTAIS E DESEMPENHO COMPETITIVO. Revista Eletrônica De Administração, 14(2), 364–390. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/39313