(RE) ESTRUTURAÇÃO ORGANIZACIONAL SOB A LÓGICA DA COMPETÊNCIA. UMA PROPOSTA DE APLICAÇÃO EM UMA PEQUENA EMPRESA DE CONSULTORIA

Autores

  • Luciano Munck UEL/PUC/PR/Brasil
  • Mariana Musetti Munck UNINORTE-PR/USP-SP/Brasil

Palavras-chave:

estruturação, competências, pequena empresa, mudança, aprendizagem

Resumo

O estudo, sustentado nas premissas teóricas da gestão por competências, objetiva explorar, descrever e mudar a sistemática de execução das atividades de uma pequena empresa de consultoria. Orientando-se por autores que propõem a operacionalização do conceito competências, foram construídos quadros de referências para as células da organização buscando maior transparência e consistência nas ações de gestão, cuja ausência é um grave problema nas pequenas empresas. Os quadros são compostos de atributos como missão, atribuições, contribuições, indicadores de resultados e competências, todos definidos com base nas estratégias e objetivos almejados pela organização. Frente à proposta de não só explorar e descrever, mas também mudar, o estudo utilizou como orientação metodológica a pesquisa-ação. Método que não se limita a delinear uma situação, mas também, em certos casos, desencadear mudanças no seio da coletividade implicada. O processamento da pesquisa e os resultados prévios alcançados demonstraram que o norteamento da gestão por um modelo fundamentado na lógica da competência provoca turbulências e desconforto, contudo traz consigo contribuições significativas, tais como: informações claras e delimitadoras sobre atribuições e resultados esperados de cada área; direcionamento e profissionalismo na tomada de decisão e identificação e gestão das competências necessárias à atuação competitiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-24

Como Citar

Munck, L., & Musetti Munck, M. (2013). (RE) ESTRUTURAÇÃO ORGANIZACIONAL SOB A LÓGICA DA COMPETÊNCIA. UMA PROPOSTA DE APLICAÇÃO EM UMA PEQUENA EMPRESA DE CONSULTORIA. Revista Eletrônica De Administração, 14(2), 340–363. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/39279