PREVISÃO DE VENDAS NO VAREJO BRASILEIRO: UMA AVALIAÇÃO A PARTIR DE DIFERENTES TÉCNICAS QUANTITATIVAS

Autores

  • Claudio Felisoni de Angelo Universidade de São Paulo - SP / Brasil
  • Nuno Manoel Martins Dias Fouto Universidade de São Paulo - SP / Brasil
  • Marcos Roberto Luppe Universidade de São Paulo - SP / Brasil

Palavras-chave:

varejo, vendas, previsão, séries de tempo, técnicas quantitativas

Resumo

Este trabalho tem por objetivo avaliar diferentes possibilidades de construção de modelos de previsão para as vendas de varejo. O varejo brasileiro, uma das atividades mais importantes da economia nacional, passou por mudanças relevantes nos últimos quinze anos. O sucesso do Plano Real em reduzir drasticamente a taxa de inflação mudou sensivelmente o foco da competição. As empresas atuantes no varejo viram-se forçadas a dedicar mais atenção aos aspectos operacionais de seus negócios. Tornou-se mais difícil compensar perdas operacionais com resultados obtidos no mercado financeiro. Em um ambiente como esse, a qualidade da previsão de vendas é essencial para a eficiência e eficácia da administração dos negócios em geral e, em especial, no varejo. Neste trabalho são comparadas técnicas alternativas de previsão quantitativa, aplicadas a uma série temporal agregada de vendas no varejo. Verificou-se que os modelos têm graus bastante distintos de precisão. Tomando-se o indicador representado pela soma dos quadrados dos resíduos (SQR), verificou-se que a aplicação da técnica Box – Jenkins revelou os melhores resultados, seguida dos modelos mais simples de suavização exponencial com especificação aditiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-16

Como Citar

Felisoni de Angelo, C., Martins Dias Fouto, N. M., & Roberto Luppe, M. (2013). PREVISÃO DE VENDAS NO VAREJO BRASILEIRO: UMA AVALIAÇÃO A PARTIR DE DIFERENTES TÉCNICAS QUANTITATIVAS. Revista Eletrônica De Administração, 16(1), 172–193. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38982