DINÂMICA DE GOVERNANÇA DE REDES: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DE FORMAS COMPLEXAS

Autores

  • Décio Zylbersztajn Universidade de São Paulo – SP / Brasil
  • Elizabeth Maria Mercier Querido Farina Universidade de São Paulo – SP / Brasil

Palavras-chave:

Governança de rede, redes agroindustriais

Resumo

TEXTO (PDF) EM INGLÊS

O foco deste artigo é a arquitetura de formas complexas de governança, especificamente, a arquitetura de redes. Uma rede é uma forma complexa de organização desenhada para governar transações inter-firmas envolvendo coordenação horizontal e vertical. A escolha do agente entre vários arranjos institucionais é afetada por investimentos específicos, mecanismos distributivos e aspectos dinâmicos baseados em mecanismos contratuais relacionais, sendo a confiança uma variável relevante. Este artigo investiga como os níveis horizontal e vertical de coordenação são conectados. Reconhece-se que os incentivos de preços são importantes, e introduz-se o efeito de externalidades de rede que também oferecem incentivos. O artigo apresenta um modelo semi-formalizado que considera a existência de externalidades de rede e aplica uma abordagem de jogo para explicar a escolha entre estratégias alternativas. O modelo conceitual é aplicado a dois casos de arquitetura de redes nas relações agroindustriais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-16

Como Citar

Zylbersztajn, D., & Mercier Querido Farina, E. M. (2013). DINÂMICA DE GOVERNANÇA DE REDES: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DE FORMAS COMPLEXAS. Revista Eletrônica De Administração, 16(1), 1–18. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38963