REFLETINDO SOBRE A ÁREA DE ADI: O QUE PENSAM OS PESQUISADORES DA ÁREA?

Autores

  • Marie Anne Macadar Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – RS / Brasil
  • Alexandre Reis Graeml Universidade Tecnológica Federal do Paraná – PR / Brasil

Palavras-chave:

administração da informação, estudo revisional, análise bibliométrica, visão de especialistas, Enanpad

Resumo

O presente trabalho é resultado de uma pesquisa qualitativa, de cunho descritivo, baseada em uma pesquisa quantitativa anterior, que levantara uma série de questões sobre a produção científica em Administração da Informação (ADI) no Brasil, a partir da análise bibliométrica de artigos selecionados para apresentação no Enanpad nos últimos 10 anos. Tais questões forma expostas aos 55 pesquisadores com maior índice de produção na área, no período de 1997 a 2006, dos quais 39 concordaram em fornecer a sua interpretação dos resultados daquele estudo bibliométrico. Procurou-se sintetizar o olhar crítico desses colegas sobre a questão da autoria dos trabalhos, os tipos de obras incluídos nas citações dos artigos, os principais eventos em cujos anais os autores buscam suporte para suas pesquisas, os periódicos mais utilizados, a idade das referências empregadas, os autores estrangeiros mais citados e a freqüência de citação de autores de referências. O papel desempenhado pela Capes, a consolidação de linhas de pesquisa e o nível de maturidade da área também foram destacados pelos investigadores em ADI. Em geral, os pesquisadores consultados demonstraram possuir uma visão otimista sobre o desenvolvimento dessa área de estudos em Administração no Brasil, encontrando explicações alentadoras para muitos dos achados da pesquisa bibliométrica sobre a qual foram levados a opinar, os quais poderiam ser considerados negativos em uma análise menos profunda e reflexiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-15

Como Citar

Macadar, M. A., & Reis Graeml, A. (2013). REFLETINDO SOBRE A ÁREA DE ADI: O QUE PENSAM OS PESQUISADORES DA ÁREA?. Revista Eletrônica De Administração, 16(2), 348–372. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38852