PESQUISA E DESENVOLVIMENTO NO SETOR DE SEMENTES DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL

Autores

  • Fábio Freitas Schilling Marquesan Universidade Federal do Rio Grande do Sul – RS / Brasil
  • Volnei Krause Kohls Universidade Federal de Pelotas – RS / Brasil
  • Paulo Rigatto Universidade Federal de Pelotas – RS / Brasil

Palavras-chave:

pesquisa, desenvolvimento, inovação, coordenação, sementes protegidas.

Resumo

O objetivo deste trabalho, fruto de um estudo de caso-pesquisa tipo exploratório, foi investigar os meios pelos quais as organizações dedicadas à pesquisa e desenvolvimento (P&D) de sementes de arroz irrigado no Estado do Rio Grande do Sul fazem frente a determinadas ações oportunistas relacionadas ao comércio e o uso informal de materiais genéticos protegidos por Lei. Para tanto, buscou-se a visão dos responsáveis diretos pela gestão dos programas de P&D das cinco organizações que atuam no setor. Tais perspectivas foram obtidas por meio do preenchimento de um questionário de pesquisa dividido em três blocos e aplicado via e-mail pelo pesquisador no que se convencionou chamar de survey de corte transversal. Esta etapa ocupou os meses abril e julho de 2008 e seus resultados, submetidos à “análise de conteúdo”. O referencial teórico que embasou a melhor compreensão das relações econômicas presentes em tal mercado amparou-se nas teorias de Organização Industrial (OI), Nova Economia Institucional (NEI), Ambiente Institucional (AI) e Economia dos Custos de Transação (ECT). A pesquisa, de concepção exploratória, foi realizada entre os meses de março e julho de 2008. Os resultados mostraram que a receita obtida pelo comércio de sementes de arroz no RS, até o momento, é insuficiente para financiar as atividades de P&D das organizações consultadas. Como conseqüência, houve retração no número de lançamentos de sementes de arroz por meio de variedades. As estratégias já adotadas para a continuidade dos investimentos passam, necessariamente, pela P&D de atributos anti-reprodutivos das próprias sementes. Assim, a maioria dos recursos foi direcionada para o desenvolvimento de híbridos de arroz como principal estratégia de proteção da propriedade intelectual. Salientou-se, ainda, que campanhas de conscientização deveriam ser estimuladas, de modo que os envolvidos na questão reconhecessem a importância da remuneração dos investimentos como forma de garantia da manutenção do setor de P&D em sementes de arroz irrigado no RS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-15

Como Citar

Freitas Schilling Marquesan, F., Krause Kohls, V., & Rigatto, P. (2013). PESQUISA E DESENVOLVIMENTO NO SETOR DE SEMENTES DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL. Revista Eletrônica De Administração, 16(3), 716–736. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38843

Edição

Seção

Estudos de Caso

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)