COMPORTAMENTO DE COMPRA POR IMPULSO EM SHOPPING CENTERS: PESQUISA COM CONSUMIDORES DE BRASÍLIA-DF E NATAL-RN

Autores

  • Gustavo Porpino de Araújo Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa – DF / Brasil
  • Anatália Saraiva Martins Ramos Universidade Federal do Rio Grande do Norte – RN / Brasil

Palavras-chave:

Marketing, Comportamento do consumidor, Consumo, Compra por impulso, Shopping centers

Resumo

O artigo tem como objetivo descrever o comportamento de compra por impulso em shopping centers. Para tanto, foi empreendida uma pesquisa quantitativa, com amostra não-aleatória de 458 consumidores de shopping centers de Natal-RN e Brasília-DF, utilizando um questionário adaptado de Rook e Fisher (1995) para medir o ‘índice de impulsividade para compra’ (IIC). A análise mostrou que os mercados consumidores brasiliense e natalense não apresentam diferenças estatísticas quanto ao IIC, embora seus consumidores tenham diferentes perfis, tanto em termos demográficos quanto psicológicos. Os resultados dos testes de hipóteses evidenciaram que as variáveis ‘renda’, ‘idade’ e ‘escolaridade’ impactam o comportamento dos consumidores quanto às características de impulsividade na compra em shopping centers. Consumidores com maior renda e mais anos de estudo mostraram menor tendência de comprar por impulso e os mais jovens apresentaram um IIC mais elevado. Com relação ao ‘gênero’, homens e mulheres pesquisados demonstraram comportamentos de compra por impulso equivalentes. Os resultados sugerem algumas implicações gerenciais para a indústria de shopping center.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-04-15

Como Citar

Porpino de Araújo, G., & Saraiva Martins Ramos, A. (2013). COMPORTAMENTO DE COMPRA POR IMPULSO EM SHOPPING CENTERS: PESQUISA COM CONSUMIDORES DE BRASÍLIA-DF E NATAL-RN. Revista Eletrônica De Administração, 16(3), 589–610. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38833