EFEITO DIA-DA-SEMANA NO MERCADO BRASILEIRO: UMA ANÁLISE SOB A ÓTICA DA LIQUIDEZ, DO RETORNO E DA VOLATILIDADE

Autores

  • Paulo Sérgio Ceretta Universidade Federal de Santa Maria – RS / Brasil
  • Kelmara Mendes Vieira Universidade Federal de Santa Maria – RS / Brasil

Palavras-chave:

Efeito dia-da-semana, Mercado de ações brasileiro, Retorno, Liquidez, Volatilidade.

Resumo

Este estudo tem como objetivo verificar a presença do efeito dia-da-semana no mercado de ações brasileiro analisando o comportamento dos retornos, da volatilidade e da liquidez, esta última, mensurada através de três medidas: quantidade de negócios, quantidade de títulos e volume financeiro. O período considerado para o estudo foi de dezembro de 1999 a dezembro de 2006, totalizando 1736 observações diárias. A partir da estimação de modelos de  regressão com variáveis dummy buscou-se verificar a presença de comportamentos sazonais diários. De maneira geral, o efeito dia-da-semana apareceu mais expressivamente sobre as variáveis de liquidez do que sobre as variáveis de retorno e volatilidade. Em relação às medidas de liquidez, verificou-se um comportamento sazonal ao longo da semana, apresentando baixa liquidez na segunda-feira, seguido de um considerável aumento na terça e na quarta-feira, e uma nova redução na quinta e sexta-feira. Para o retorno, quarta-feira revelou uma rentabilidade média positiva estatisticamente significante, para os demais dias o retorno médio pode ser considerado nulo. O comportamento da volatilidade mostrou–se bastante semelhante ao longo da semana, revelando coeficientes positivos e significativos para todos os dias da semana. Cabe destacar que a volatilidade média da quarta-feira (único dia com retornos significativos) não se diferencia da volatilidade média dos demais dias da semana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

Ceretta, P. S., & Vieira, K. M. (2010). EFEITO DIA-DA-SEMANA NO MERCADO BRASILEIRO: UMA ANÁLISE SOB A ÓTICA DA LIQUIDEZ, DO RETORNO E DA VOLATILIDADE. Revista Eletrônica De Administração, 16(3), 544–563. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38831