GESTÃO DE PESSOAS PARA A CRIATIVIDADE EM ORGANIZAÇÕES INOVATIVAS

Autores

  • Sonia Regina Hierro Parolin Universidade de São Paulo – SP / Brasil
  • Lindolfo Galvão de Albuquerque Universidade de São Paulo – SP / Brasil

Palavras-chave:

estratégia organizacional, gestão de pessoas, gestão da inovação, criatividade, organizações inovativas.

Resumo

A pesquisa visou identificar as relações entre características organizacionais e de espaço para a criatividade em organizações inovativas, objetivando contribuir com as discussões emergentes sobre a integração de estratégias de gestão de pessoas com as de inovação. As características organizacionais foram estruturadas com base em vários modelos e abrangeram: estrutura organizacional, filosofia e valores, políticas e sistemas de recursos humanos. O espaço para a criatividade abordou: encorajamento à criatividade, ambiente de tarefa, recursos e impedimentos organizacionais. Esse estudo caracterizou-se como exploratório-descritivo, com abordagem quali-quantitativa e foi realizado em quatro organizações de médio e grande porte localizadas no estado do Paraná (Brasil), pertencentes a diferentes setores e densidades tecnológicas, selecionadas pelo histórico com inovações e com atividades inovativas. Os principais resultados integram a gestão da inovação e a gestão de pessoas à estratégia organizacional voltada para resultados com inovações em qualquer de suas modalidades. Nessas organizações inovativas, o espaço para a criatividade é permeado por práticas de valorização das pessoas e de seus resultados, além da clareza da comunicação da estratégia organizacional ao conjunto dos colaboradores. Práticas coerentes com esses valores, associadas a estruturas mais flexíveis e adequadas à participação e ao trabalho desenvolvido em grupos, são encorajadoras da criatividade nas organizações inovativas. As políticas e sistemas de recursos humanos mais evidenciados (promotores do espaço para a criatividade) referem-se àqueles que provocam o desenvolvimento do ser humano na organização. As práticas que propiciam aos colaboradores sentirem-se acreditados em sua capacidade criativa relacionam-se, principalmente, aos feedbacks construtivos reforçadores do ciclo de confiança, à avaliação do desempenho associado ao desenvolvimento profissional e aos incentivos ofertados para resultados obtidos coletivamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

Hierro Parolin, S. R., & Galvão de Albuquerque, L. (2010). GESTÃO DE PESSOAS PARA A CRIATIVIDADE EM ORGANIZAÇÕES INOVATIVAS. Revista Eletrônica De Administração, 16(3), 514–543. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38830

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)