UMA PROPOSTA DE RELAÇÃO DE REQUISITOS FUNCIONAIS PARA UM SOFTWARE DE APOIO AO PROCESSO DE INTELIGÊNCIA

Autores

  • Fábio Luiz de Carvalho Rios Universidade Federal do Rio Grande do Sul – RS / Brasil
  • Raquel Janissek-Muniz Universidade Federal do Rio Grande do Sul – RS / Brasil

Palavras-chave:

Inteligência, Software, Requisitos Funcionais, Metodologia de Inteligência

Resumo

Com o aumento da competição, estabeleceu-se a necessidade pelo acompanhamento do que os concorrentes estão fazendo e o que os clientes estão querendo. No Brasil, desde o início dos anos 2000, surgiram com maior ênfase metodologias que vão ao encontro deste olhar para o ambiente externo, denominadas metodologias de inteligência. São inúmeras, e se propõem a apoiar as organizações no processo de obtenção e uso de informações. Com a Internet, cada vez mais informações estão disponíveis para proporcionar o acompanhamento do que está acontecendo em cada um dos ambientes de competição onde as organizações estão inseridas. Desta forma, levando-se em consideração as metodologias de inteligência disponíveis e as premissas sobre grandes volumes de informações para acompanhamento dos ambientes de competição, faz sentido imaginar que um software possa contribuir neste cenário. Entretanto, quais requisitos funcionais um software de apoio ao processo de inteligência deveria ter? Esta é a principal questão que este trabalho busca responder. Através de extensa pesquisa bibliográfica na área de administração e entrevistas em profundidade com especialistas e profissionais em inteligência, foi possível identificar funcionalidades para, ao final deste estudo, propor uma relação de requisitos funcionais de software capaz de contribuir para este importante processo adotado nas principais organizações brasileiras. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-07-17

Como Citar

de Carvalho Rios, F. L., & Janissek-Muniz, R. (2014). UMA PROPOSTA DE RELAÇÃO DE REQUISITOS FUNCIONAIS PARA UM SOFTWARE DE APOIO AO PROCESSO DE INTELIGÊNCIA. Revista Eletrônica De Administração, 20(2), 425–460. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/38165