Efeitos do modelo de financiamento na autonomia das universidades públicas

análise sob o enfoque institucional

Autores

Palavras-chave:

Complexidade Institucional, Respostas Organizacionais, Autonomia Universitária, Lógica de Mercado, Lógica Acadêmica.

Resumo

Este ensaio buscou discutir, sob o enfoque institucional, os efeitos do modelo de financiamento sobre a condição de autonomia das universidades públicas brasileiras.  Nesse sentido, avalia-se a possibilidade de haver padrões de respostas organizacionais distintos entre modelos de autonomia que ampliam e que reduzem a dependência de recursos externos competitivos para as universidades. Desse modo, visou suscitar as proposições iniciais para a compreensão de um modelo alternativo de autonomia universitária capaz de superar os problemas presentes nos modelos com foco na redução do financiamento público implantados em diversos países no escopo da New Public Management (NPM). Assim, discute-se que as reformas na autonomia universitária não necessariamente precisam resultar no agravo das pressões e conflitos advindos da complexidade de lógicas institucionais; mas, que um modelo de autonomia baseado na garantia de financiamento estatal direto pode permitir que as universidades identifiquem e usufruam benefícios a partir da complexidade. Como resultado foram delineadas seis proposições teóricas que auxiliam a compreensão das circunstâncias em que as universidades, mesmo como organizações estratégicas, orientadas por objetivos e responsabilizadas por suas ações e resultados, podem ao mesmo tempo: assegurar a autonomia substantiva real; gerenciar as relações com stakeholders evitando excessos prejudiciais de influência externa; assegurar efetividade da autonomia substantiva exercida em nível estratégico; preservar a identidade organizacional fundamentada na lógica dominante do ensino superior; bem como estabelecer interações mutuamente benéficas entre representantes de lógicas concorrentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaís Alves da Silva, Universidade Estadual de Maringá

Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual de Maringá

Professora do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade Estadual de Maringá

Contadora Pública da Prefeitura Municipal de Cianorte

João Marcelo Crubellate, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Pós-doutorado em Administração (UNIGRE/Itália, 2014)

Doutorado em Administração de Empresas (FGV/SP, 2004)

Programa de Pós-Graduação em Administração, Universidade Estadual de Maringá (PPA/UEM)

Downloads

Publicado

2022-04-28

Como Citar

Silva, T. A. da, & Crubellate, J. M. (2022). Efeitos do modelo de financiamento na autonomia das universidades públicas: análise sob o enfoque institucional. Revista Eletrônica De Administração, 28(1), 33–63. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/116549

Edição

Seção

Artigos