Escalabilidade da inovação social em um banco comunitário

Autores

Palavras-chave:

Inovação social, Escalabilidade, Difusão, Empreendedorismo Social, Banco Comunitário.

Resumo

O processo de escalabilidade da inovação social ocorre quando ela busca aumentar o seu impacto social em relação aos seus usuários ou alcançar mais beneficiários. Tendo em vista a importância do tema e sua pouca exploração por artigos científicos com casos empíricos, o presente estudo busca verificar como ocorre o processo de escalabilidade da inovação social, descrevendo os elementos que dificultam e os que auxiliam esse processo usando como base o modelo proposto por Morais-da-Silva, Takahashi e Segatto (2016). Para isso, foi realizada uma pesquisa no Banco Palmas, primeiro banco comunitário do Brasil. Como resultado, foi possível observar que além dos fatores destacados pelo modelo utilizado, os canais de comunicação de mídia tiveram um papel fundamental da difusão da inovação social. Além disso, as experiências do líder e da própria organização em relação aos negócios tradicionais não foram observadas. Ademais, melhor do que receber recursos de fontes filantrópicas seria se a Inovação Social conseguisse ser independente financeiramente. Entre as contribuições práticas, são fornecidos elementos que os gestores que desejam aumentar o impacto de sua inovação social devem analisar para planejar suas ações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Mitsue Vieira Cruz Kumasaka, Universidade de São Paulo

Aluna de Doutorado em Administração na USP. Mestre em Administração pela UFPR e graduada em administração pela UFC.

Barbara Braga Cruz, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Mestranda em Economia Rural pela UFC e graduada em economia pela UFC.

Fernanda Salvador Alves, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Professora Adjunta III da Escola de Administração da UFPR. Professora dos Mestrados: Profissional em Propriedade Intelectual e Transferência da Tecnologia para a Inovação (PROFNIT) - Ponto Focal UFPR e Acadêmico em Administração (PPGADM/UFPR). Vice Coordenadora do PROFNIT.

Andréa Torres Barros Batinga de Mendonça, Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Professora do Departamento de Administração Geral e Aplicada da Universidade Federal do Paraná e Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação.

Downloads

Publicado

2022-04-28

Como Citar

Kumasaka, J. M. V. C., Cruz, B. B., Alves, F. S., & de Mendonça, A. T. B. B. (2022). Escalabilidade da inovação social em um banco comunitário. Revista Eletrônica De Administração, 28(1), 232–261. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/106566

Edição

Seção

Artigos