Diferenças e interseccionalidades nas organizações: análise das representações de líderes nos filmes Amor Sem Escalas, O Diabo Veste Prada e Um Senhor Estagiário

Autores

  • Andreza de Amorim Lima Ferreira Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA).
  • Bárbara do Nascimento Alves Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA).
  • Emanuela Ribeiro Lins Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA).
  • Elisabeth Cavalcante dos Santos Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA).

Palavras-chave:

Filmes, Interseccionalidade, Líder Organizacional, Marcadores Sociais da Diferença.

Resumo

Abordar a temática dos marcadores sociais da diferença e das interseccionalidades diz respeito a entender suas raízes, consequências e imbricações que produzem e reproduzem desigualdades, resistências e confrontamento das opressões. Neste contexto, as narrativas ficcionais podem constituir formas de representação e produzir insights, pois performam práticas e discursos. Este estudo objetivou analisar os marcadores sociais da diferença e as interseccionalidades representadas na figura do líder organizacional nos filmes Amor sem Escalas, O Diabo veste Prada e Um Senhor Estagiário. No tocante aos procedimentos metodológicos, foi realizada uma pesquisa qualitativa e descritiva, considerando nos filmes, data, sujeitos e lugar. A coleta de dados se deu por meio da microanálise estruturada de cada filme e a discussão ocorreu com base nas categorias de análise dos marcadores sociais da diferença e das interseccionalidades. Conclui-se que as diferenças e interseccionalidades abordadas neste artigo aproximam o contexto organizacional fictício, representado nos filmes examinados, da realidade de muitas organizações, em que se reforçam os padrões normativos através de relações hierárquicas e desiguais. Estas são resultantes do cruzamento dos marcadores sociais da diferença (classe, gênero, raça/etnia, sexualidade e geração), apreendendo um processo de preconceitos interligados, que ocorrem, muitas vezes, de forma sutil e silenciosa na vivência do cotidiano organizacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andreza de Amorim Lima Ferreira, Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA).

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Gestão, Inovação e Consumo (PPGIC) pela UFPE-CAA. Graduada em Administração pela UFPE-CAA.

Bárbara do Nascimento Alves, Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA).

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Gestão, Inovação e Consumo (PPGIC) pela UFPE-CAA. Especialista em Gestão de Negócios e Pessoas pela Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (AESGA). Graduada em Administração pela Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (AESGA).

Emanuela Ribeiro Lins, Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA).

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA). Bacharela em Administração pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST). Trabalhou como Analista de Desenvolvimento Pessoal na Secretaria de Educação e Esportes de Iguaracy-PE.

Elisabeth Cavalcante dos Santos, Programa de Pós-Graduação em Gestão, Inovação e Consumo - (PPGIC) pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) - Centro Acadêmico do Agreste (CAA).

Professora Adjunta do Centro Acadêmico do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco (CAA/UFPE). Professora permanente do Programa de Pós Graduação em Gestão, Inovação e Consumo (PPGIC). Pesquisadora e coordenadora do Grupo Vivências. Doutora em Administração pelo Programa de Pós Graduação em Administração da UFPB (2014-2016). Mestre em Administração pelo Programa de Pós Graduação em Administração da UFPE (2011-2013). Graduada em Administração pelo CAA/UFPE (2006-2010).

Downloads

Publicado

2020-12-11

Como Citar

Ferreira, A. de A. L., Alves, B. do N., Lins, E. R., & Santos, E. C. dos. (2020). Diferenças e interseccionalidades nas organizações: análise das representações de líderes nos filmes Amor Sem Escalas, O Diabo Veste Prada e Um Senhor Estagiário. Revista Eletrônica De Administração, 26(3), 819–850. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/102062