PIBID CAPES-MEC e PIBID UFF-COLUNI – políticas públicas, história, trajetórias e marcas

Autores

  • Roberta Lopes Alfradique Hardoim UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
  • Iduina Mont'alverne Braun Chaves UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol35n32019.96125

Palavras-chave:

PIBID UFF, Complexidade, Pesquisa Narrativa, Formação

Resumo

Este artigo apresenta o sentido da experiência do PIBID com a UFF e as  suas contribuições para os professores, para a escola e para as licenciaturas. O estudo se fundamenta na Complexidade de Morin, nos estudos sociológicos de Maffesoli, nos antropológicos de Durand e na Pesquisa Narrativa de Chaves.  As conclusões apontam para o potencial formativo do PIBID que não se restringe ao âmbito da formação inicial, alcançando também, a formação continuada, e para a contribuição de um processo de (auto/trans)formação que revitalizou e regenerou os modos de pensar, sentir e agir dos sujeitos envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-31

Como Citar

Hardoim, R. L. A., & Chaves, I. M. B. (2019). PIBID CAPES-MEC e PIBID UFF-COLUNI – políticas públicas, história, trajetórias e marcas. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 35(3), 896. https://doi.org/10.21573/vol35n32019.96125