Subsídio público à oferta educacional privada: reflexões a partir do modelo irlandês

Autores

  • Theresa Maria de Freitas Adrião
  • Juliana de Paula Eduardo Azevedo

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol1n12019.89876

Palavras-chave:

financiamento, escolha parental, escolas privadas.

Resumo

Com base em pesquisa de natureza exploratória, em fontes primárias, secundárias e em entrevistas, o artigo reflete sobre o modelo irlandês de acesso à educação obrigatória, o qual se assenta na escolha de escolas pelas famílias e se organiza sem a presença de escolas estatais, ainda que a oferta educacional seja gratuita. Indica-se, na forma de fechamento não conclusivo, as contradições do modelo decorrentes dos critérios de seleção praticados pelas escolas e dos limites percebidos nas entrevistas aos tipos de escolas “disponíveis” na região de Dublin, elementos que suscitam o aprofundamento de estudos sobre estes formatos, especialmente no contexto de ampliação desse modelo associado a interesses corporativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-05-22

Como Citar

Adrião, T. M. de F., & Azevedo, J. de P. E. (2019). Subsídio público à oferta educacional privada: reflexões a partir do modelo irlandês. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 35(1), 119–139. https://doi.org/10.21573/vol1n12019.89876

Edição

Seção

Dossiê Relações contemporâneas entre esferas pública e privada na Ed Bás:o que dizem pesquisas sobre distintos contextos