Pistas para uma Cartografia Performativa da ‘Nova Direita’ (2015-2019)

Autores

Palavras-chave:

Carnavalização, Performatividade, Estetização da Política, ‘Nova Direita’

Resumo

O trabalho busca tecer uma reflexão a partir do revés da performatividade, ao cartografar a estetização da política e a politização da arte, produzida a partir da ascensão da nova direita no Brasil recente, permeando aspectos de sua performatividade. Em conclusão, são discutidas questões adjacentes à carnavalização, a partir das estratégias da alegria, analisadas em Belo Horizonte e seu carnaval de rua, como vislumbre estético-político em meio ao barril de cópias mal forjadas da nova direita, caracterizada pela estratégia da guerra híbrida, marco da falsificação da história, como táticas para a disputa de território geopolítico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thálita Motta Melo, UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO - DOUTORAMENTO

ESCOLA DE BELAS ARTES - ARTES DA CENA

Publicado

2019-11-05

Como Citar

Melo, T. M. (2019). Pistas para uma Cartografia Performativa da ‘Nova Direita’ (2015-2019). Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 9(4), 01–32. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/91005

Edição

Seção

Movimentos Sociais em Cena