Praças em Cena: algumas ações estéticopolíticas do início da década de 2010

Autores

Palavras-chave:

Performance, Protesto, Política, Ativismo, Levante

Resumo

O início da década de 2010 foi marcado pela eclosão de grandes protestos, como a Primavera Árabe, o Occupy Wall Street, as Jornadas de Junho, entre outros. Apesar da diferença de contextos, a maior parte dessas manifestações populares apresentava características comuns, dentre elas uma forte interação entre corpo, estética e política. O artigo se propõe a destacar o aspecto performativo dessas insurreições, a partir de exemplos que ocorreram em praças do mundo todo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarisse Fraga Zarvos

Doutora em Literatura, Cultura e Contemporaneidade (Departamento de Letras) pela PUC-Rio (2018), possui mestrado em Literatura, Cultura e Contemporaneidade, pela PUC-Rio (2014), e graduação em Bacharelado em Interpretação em Artes Cênicas, pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2010). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: estudos do corpo, crítica de arte, gestos, teatro, dança, performance e cidade.

Publicado

2019-11-05

Como Citar

Zarvos, C. F. (2019). Praças em Cena: algumas ações estéticopolíticas do início da década de 2010. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 9(4), 01–15. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/90857

Edição

Seção

Movimentos Sociais em Cena