Estéticas da Carne: insurreições curriculares do corpo feio

Autores

  • Steferson Zanoni Roseiro Universidade Federal do Espírito Santo
  • Alexsandro Rodrigues
  • Davis Moreira Alvim (Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, Vitória/ES, Brasil )

Palavras-chave:

Currículo. Insurreição. Beleza. Capitalismo. Corpo Feio.

Resumo

O artigo objetiva pensar a existência de um corpo feio como insurreição curricular frente às estratégias de embelezamento capitalísticos e aposta na possibilidade de indagar as belezas. Apesar de toda uma política organizacional curricular que enaltece o corpo asséptico, belo e convidativo, propõe-se pensar o corpo para além da servidão estética capitalística. Se o imperativo é estético, ela faz zombaria na feiura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2022-10-04

Como Citar

Roseiro, S. Z., Rodrigues, A., & Alvim (Universidade Federal do Espírito Santo – UFES, Vitória/ES, Brasil ), D. M. (2022). Estéticas da Carne: insurreições curriculares do corpo feio. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 8(2), 277–300. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/75881

Edição

Seção

Corpo, Imagem, Educação

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)