Genética de um Reenactment em Jan Fabre

Autores

  • Giulio Boato (Università di Bologna – Bolonha, Itália) Università di Bologna

Palavras-chave:

Jan Fabre, Genética Teatral, Reenactment, Ensaios, Teatro Pós-dramático

Resumo

Este artigo propõe um per- curso seletivo através do processo de recriação de dois espetáculos de Jan Fabre: C’est du théâtre comme c’était à espérer et à prévoir (1982) e Le pouvoir des folies théâtrales (1984). O autor deste artigo – que acompanhou pessoalmente o trabalho da companhia de abril a julho de 2012 – escolheu se concentrar em particular sobre as sutis diferenças entre as duas versões das obras, analisando as modalidades e as razões das modificações. O caminho traçado evidencia o trabalho do diretor e de seus performers, interrogando-se também sobre as noções de Genética Teatral e reenactment.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giulio Boato (Università di Bologna – Bolonha, Itália), Università di Bologna

2010: Bachelor in "Visual arts and performing studies" in IUAV University in Venice, thesis on Berard-Marie Koltès' work.

2012: Master in "Performing studies" in University of Bologna, masterthesis on Jan Fabre's work. Promoters prof. Claudio Longhi (University of Bologna) and prof. Luk Van den Dries (University of Antwerp).

Publicado

2013-06-06

Como Citar

Boato (Università di Bologna – Bolonha, Itália), G. (2013). Genética de um Reenactment em Jan Fabre. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 3(2), 425–446. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/37145

Edição

Seção

Genética Teatral