Usina do Trabalho do Ator: reconhecimento de uma identidade

Autores

  • Eliane Tejera Lisboa UFCG - Universidade Federal de Campina Grande - Campina Grande - PB

Palavras-chave:

Usina (UTA), pesquisa atoral, antropologia teatral, plasticidade, musicalidade

Resumo

Este artigo tem como objetivo contar a trajetória da UTA - Usina do Trabalho o Ator, em seus pontos fundamentais, através do traçado de um breve panorama de suas realizações cênicas até o momento. Busca-se reconhecer, ao mesmo tempo, as características determinantes da identidade da Usina, construída  e sedimentada ao longo deste percurso, tais como: a plasticidade e a musicalidade de suas realizações, a dramaturgia própria,  fruto das experiências e improvisos do grupo, e a permanente e cuidadosa pesquisa atoral, apoiada essencialmente nas práticas da antropologia teatral.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Tejera Lisboa, UFCG - Universidade Federal de Campina Grande - Campina Grande - PB

Profa. Dra. Curso de Arte e Midia - UAAMI - UFCG

Diretora do Grupo Teatral Arupemba, de Campina Grande

Dramaturga e dramaturgista

Publicado

2022-10-18

Como Citar

Lisboa, E. T. (2022). Usina do Trabalho do Ator: reconhecimento de uma identidade. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 2(2), 479–501. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/30132

Edição

Seção

Usina do Trabalho do Ator, 20 anos