Ìpàdé with Maestra Iara Deodoro: memories from the Afro-Sul Group, a piece of Africa in the South of Brazil

Autores

Palavras-chave:

Maestra Iara Deodoro, Afro-Gaúcha dance, Dance History, Ethnic-Racial Relations, Rio Grande do Sul.

Resumo

This paper follows the journey of the Black artist Maria Iara Santos Deodoro and her artistic-pedagogical work with the Afro-Sul Music and Dance Group. It also reflects and contextualizes certain events and topics in the debate on ethnic-racial relations concerning the Performing Arts in southern Brazil and further exchanges. Corporeality, orality, and musicality intertwined with dance are discussed as Afro-oriented perspectives practiced by the Afro-Sul Group in the fight against racism.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Gildo Alves Neto, Universidade Federal de Pelotas

Possui Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Paulista (2013) e Mestrado em Artes Cênicas pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2019). Professor auxiliar do curso de Dança-Licenciatura no Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Práticas Artístico-Pedagógicas em Danças Negras, atuando principalmente nos seguintes temas: Epistemologias Decoloniais nas Artes; Práticas Espetaculares de Combate ao Racismo; Educação Antirracista na Formação de Professoras/es de Dança; Culturas e Danças Negras. Coordena o Projeto Unificado LADAIA-Laboratório de Decolonialidade em Ações e Investigações Artísticas. É colaborador do Núcleo Artes do Programa de Residência Pedagógica da UFPel. Membro dos grupos de pesquisa: OMEGA - Observatório de Memória, Educação, Gesto e Arte (UFPel/CNPq); DC-3 Dança Difusão, Ciência, Comunicação, Cultura (UFBa/CNPq); Arte e sua história: visualidades, discursos e sentidos (UFPel/CNPq). É pesquisador associado da ANDA (Associação Nacional de Pesquisadores em Dança) e da ABPN (Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as). Artista/fundador do Coletivo Negressencia e da Atemporânea Cia de Dança. Idealizador e organizador do Seminário de Danças Negras do RS. Homem Negro. Pai desde adolescência. Cotista das Ação Afirmativa de cunho racial em todos os processos seletivos de ingresso a Universidade. Até 2020 assinou sua obra artística como Manoel Luthiery, quando incluiu seu apelido da Capoeira ao nome artístico, passando a assinar como Manoel Luthiery-Timbaí. #blacklivesmatter #vidasnegrasimportam 

Publicado

2021-12-27

Como Citar

Alves Neto, M. G., & Silva, S. W. da. (2021). Ìpàdé with Maestra Iara Deodoro: memories from the Afro-Sul Group, a piece of Africa in the South of Brazil. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 12(1), 1–27. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/119436

Edição

Seção

Dança: História e Historiografia