Imagens como Aparição do Corpo:

o jogo amoroso de Ilka Schönbein

Autores

  • Thais Helena D'Abronzo UEL - Universidade Estadual de Londrina

Palavras-chave:

Ilka Schönbein, marionete, dança ou jogos do corpo, imagem, morte e erotismo,

Resumo

O artigo apresenta aspectos da trajetória de Ilka Schönbein, marionetista e dançarina alemã, em especial seu jogo com a marionete e a singularidade com que suas imagens, por meio de sua dança, desafiam o corpo. Para tanto, convidam-se as ideias de jogo e movimentos transgressivos da erótica de Bataille e de Didi-Huberman. Com eles e com Ilka, desenvolve-se uma trajetória na qual imagem e corpo se confundem e, nesse encontro, as imagens se abrem para as aparições do corpo em processos vitais e funestos, que abalam as representações acostumadas das figuras humanas. Conclui-se que as imagens vivas e inquietantes de Ilka Schönbein conduzem a atenção para outras realidades do corpo, abrindo espaços para as aparições da morte, do parto e da fusão dos corpos, num movimento de metamorfose para além do humano.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thais Helena D'Abronzo, UEL - Universidade Estadual de Londrina

Professora no curso de artes cênicas da Universidade Estadual de Londrina; graduada em Artes Cênicas - bacharelado em interpretação pela Universidade Estadual de Londrina (2002); especialista em Fotografia - práxis e discurso fotográfico pela Universidade Estadual de Londrina (2006); mestre em Artes (2008) e doutora em Artes da Cena pela Unicamp (2019). 

Referências

BATAILLE, Georges. Documents; tradução João Camillo Penna e Marcelo Jacques de Moraes. – Desterro [Florianópolis]: Cultura e Barbárie, 2018.

DELANNÉ, Marinette; GÉRARD, Naly. Ilka Schönbein – Un Théâtre Charnel. Les editions de l’Oeil, 2017.

DIDI-HUBERMAN, Georges. L’image ouverte. Gallimard, 2007.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Ouvrir Vénus. Gallimard, 1999.

DIDI-HUBERMAN, Georges. A Semelhança informe ou o gaio saber visual Segundo Georges Bataille. Tradução Caio Meira, Fernando Scheib; revisão técnica Marcelo Jacques de Moraes. - 1. ed. - Rio de Janeiro: Contraponto, 2015.

FREIXE, Guy. Le corps, ses dimensions cachées – pratiques scéniques. Ouvrage dirigé par Guy Freixe. Deuxième Époque, 2017.

GIRARD-LATERRE, Marion. L’objet et l’acteur au corps à corps : une enveloppe corporelle commune dans la pratique d’Ilka Schönbein. Agôn [En ligne], L'objet, le corps: de la symbiose à la confrontation, Dossiers, N°4 : L'objet, mis à jour le : 03/02/2012, URL : http://agon.ens-lyon.fr/index.php?id=2066

JUSSELE, Jacques. Le corps: du masque à la marionnette. L’encyclopédie fragmentée de la marionnette. Paris, THEMA, 2011.

KANTOR, Tadeusz. O Teatro da Morte; textos organizados e apresentados por Denis Bablet. São Paulo, Perspectiva, 2008.

Móin-Móin: Revista de estudos sobre teatro de formas animadas. Ilka Schönbein - O Theater Meschugge. Jaraguá do Sul: SCAR/UDESC, ano 9, v.10, julho, 2013.

PUCK – La marionnette et Les Autres Arts. Humain, Non humain. Éditions de L’Institut Internacional de La Marionnette. Éditions L’Entretemps, n.20, 2014.

Publicado

2022-07-22

Como Citar

D’Abronzo, T. H. (2022). Imagens como Aparição do Corpo: : o jogo amoroso de Ilka Schönbein. Revista Brasileira De Estudos Da Presença, 12(3), 1–26. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/presenca/article/view/118932

Edição

Seção

Performance e Formas Animadas