Ficção como jogo: reavaliando a relação entre jogos, jogar e ficção

Autores

  • Sebastian Deterding University of York

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583201946.166-195

Palavras-chave:

Jogos. Jogar. Ficção. Pragmática. Enquadramentos.

Resumo

Os game studies há muito tempo vêm debatendo como relacionar os elementos ficcionais e os do jogo nos videogames. Este artigo propõe que muitos dos desafios conceituais nesse debate podem ser solucionados se os jogos e a ficção não forem tratados separadamente, mas como formalizações específicas de um mesmo fenômeno comum: o jogar. O artigo apresenta cinco propostas teóricas dessa perspectiva de jogo-e-ficção-como-jogar (JEFCJ), segundo a qual tanto os jogos quanto a ficção apresentam mais semelhanças que diferenças. Ele extrai os princípios e vantagens compartilhadas por essa abordagem JEFCJ, e como isso ajuda a explicar tanto os pontos em comum, quanto as diferenças entre a ficção e os jogos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-07-24

Como Citar

Deterding, S. “Ficção Como Jogo: Reavaliando a relação Entre Jogos, Jogar E ficção”. Intexto, nº 46, julho de 2019, p. 166-95, doi:10.19132/1807-8583201946.166-195.