Sobre a Opinião Pública que já não o é – ao ter deixado de ser propriamente pública e também uma opinião

Autores

  • João Pissarra Esteves

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583201534.276-293

Palavras-chave:

Opinião pública. Comunicação pública. Sistemas sociais. Tematização. Responsabilidade (ético-moral).

Resumo

O conceito sistêmico (N. Luhmann) de Opinião Pública tem como propósito assumir uma ruptura com a “velha” tradição (da modernidade) do pensamento político ocidental, em nome da complexidade crescente que caracteriza as atuais sociedades funcionalmente diferenciadas. Aqui propomos desenvolver uma discussão dos desafios que um tal conceito coloca a todos os que assumem um envolvimento mais ou menos direto com a comunicação pública, muito em especial para aqueles que o fazem na condição de profissionais desta área de atividade. São identificadas as insuficiências epistemológicas (em termos empíricos, mas também normativos) que este conceito apresenta – a Opinião Pública enquanto mera tematização de assuntos, que já não forma realmente qualquer opinião nem é motivo de uma construção propriamente pública; conferindo-se uma atenção mais especial os limites ético-morais com que esta visão inteiramente funcional das nossas sociedades – e da existência humana de um modo mais geral – se debate.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-17

Como Citar

Esteves, J. P. “Sobre a Opinião Pública Que Já não O é – Ao Ter Deixado De Ser Propriamente Pública E também Uma opinião”. Intexto, nº 34, dezembro de 2015, p. 276-93, doi:10.19132/1807-8583201534.276-293.